Início / A “Arquitectura Popular em Portugal”. Uma Leitura Crítica

A “Arquitectura Popular em Portugal”. Uma Leitura Crítica

PLACARDAPRESENTAÇÃOENQUADRAMENTOEQUIPAACTIVIDADESCOMUNICAÇÕESTRABALHOS PUBLICADOS
Placard

To and Fro - capa
TO AND FRO: MODERNISM AND VERNACULAR ARCHITECURE
Resenha crítica de Paolo Cohen
Predella, nº 32
abstract – text

Projecto FCT terminado em 30 de Junho de 2013




Apresentação

A ARQUITECTURA POPULAR EM PORTUGAL. UMA LEITURA CRÍTICA

O programa de investigação que nos encontramos a desenvolver centra-se no estudo crítico do volume Arquitectura Popular em Portugal, publicado em 1961 pelo Sindicato dos Arquitectos.

A escolha desta obra passou não só pelo facto de constituir um marco na história da cultura arquitectónica portuguesa mas também porque consideramos que a sua análise crítica mantém toda a sua oportunidade, agora que o tema dos vernáculos e regionalismos tornou a entrar no âmbito das discussões profissionais.

No entanto, não se trata de estudar a obra de maneira isolada, em si mesma e por si mesmo, defendemos o seu estudo num quadro ponderado e em constante diálogo com elementos teóricos subjacentes à expressividade própria de algumas das linguagens eruditas modernas.

Efectivamente, as hipóteses de estudo em que este projecto aposta e que Pedro Vieira de Almeida caracterizou como parâmetros em surdina, são apenas duas que acabam por se revelar complementares, e acreditamos que muito determinantes.

Em primeiro lugar a noção da importância genérica da maior ou menor espessura das paredes que delimitam a arquitectura, conformando aquilo que podemos chamar por um lado uma poética de paredes delgadas e por outro uma poética de paredes espessas.

Em segundo lugar a noção da importância do espaço-transição na geral economia da expressão arquitectónica.

Neste trabalho servimo-nos portanto de duas varáveis analíticas como instrumentos fiáveis de análise, em que essa fiabilidade também é ela própria posta à prova e para isso como material base de estudo servimo-nos de exemplos da chamada arquitectura vernácula em Portugal.

Uma explicação mais detalhada do ponto de partida deste projecto foi publicada no que chamamos o Documento Zero (Pedro Vieira de Almeida, 2010. Dois Parâmetros de Arquitectura Postos em Surdina. O propósito de uma investigação. Porto: CEAA).

Enquadramento

A ARQUITECTURA POPULAR EM PORTUGAL. UMA LEITURA CRÍTICA
(FCT: PTDC/AUR-AQI/099063/2008 – COMPETE: FCOMP-01-0124-FEDER-008832)
01.04.2010 – 30.06.2013

Investigador Responsável
Pedro Vieira de Almeida (2010-2011)
Maria Helena Maia (2011-2013)

Instituição de Gestão

Cooperativa de Ensino Superior Artístico do Porto (CESAP)

Instituição de Acolhimento
Escola Superior Artística do Porto (ESAP)

Unidade de Investigação

CEAA | Centro de Estudos Arnaldo Araújo (uID 4041 da FCT)

Financiamento
Projecto financiado por fundos FEDER através do Programa Operacional Factores de Competitividade – COMPETE( FCOMP-01-0124-FEDER-008832) e por Fundos Nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia (PTDC/AUR-AQI/099063/2008)

Equipa

INVESTIGADORES

Alexandra Cardoso
Arquitecta (FAUP, 1994). Investigadora Integrada e membro da Direcção do Centro de Estudos Arnaldo Araújo (CEAA), uID 4041 da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT); Directora do CEAA de 2003 até 2010. É Presidente do Conselho de Fundadores do CEAA desde 2010. Iniciou a sua colaboração com Pedro Vieira de Almeida em 1995 desenvolvendo trabalho de investigação no estudo da obra de arquitectos portugueses, como é o caso de Viana de Lima (Árvore/Fundação Calouste Gulbenkian, 1996), Arnaldo Araújo (CEAA, 2002) e Octávio Lixa Filgueiras (CEAA, 2007). Destes estudos resultaram exposições e publicações: Viana de Lima, Arquitecto1913-1991 (1996), Arnaldo Araújo, Arquitecto, 1925-1982 (2002) e Octávio Lixa Filgueiras, Arquitecto, 1922-1996 (2007). Tem participado na organização de encontros internacionais e tem obra publicada no campo da Teoria e da História da Arquitectura.

Joana Cunha Leal
Mestre (1997) e Doutorada (2006) em História da Arte Conpemporânea pela Universidade Nova de Lisboa (UNL). Começou por trabalhar no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian, tendo depois passado para a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da UNL (1997). Actualmente é Professora Auxiliar do Departamento de História da Arte da FCSH-UNL, leccionando unidades curriculares de nível licenciatura, mestrado e doutoramento sobre Arte e Arquitectura do séc. XIX, Teoria da Arte e Teoria e Metodologia da História da Arte. A sua doutoramento incide sobre a construção da imagem e as representações de Lisboa entre o Pombalino e p período liberal, tendo a arquitectura privada e as políticas urbanas como principal área de discussão. Actualmente tem-se vindo a dedicar a investigação sobre historiografia da História da Arte e Teoria da Arte.

Maria Helena Maia
Licenciada em História, variante de Arte e Arqueologia e doutorada em Arquitectura. É professora de História da Arquitectura na Escola Superior Artística do Porto desde 1984. Actualmente é Presidente do Conselho Científico da ESAP e Directora do CEAA (uID 4041 da FCT), bem como investigadora responsável pelo grupo de Estudos de Arquitectura. Na sequência da morte de Pedro Vieira de Almeida assumiu a responsabilidade da condução deste projecto.

Pedro Vieira de Almeida (1933-2011)
Arquitecto, doutor em Arquitectura. Tem uma longa obra publicada no campo da teoria, da crítica e da história da arquitectura. Foi professor de Teoria da Arquitectura na Escola Superior Artística do Porto durante mais de uma década. De entre o seu trabalho como arquitecto, destacam-se o plano morfológico para a Avenida da Liberdade (Lisboa) o projecto para Vila Moura (não construido) e o plano para Telheiras, bem como as igrejas do Sagrado Coração de Jesus (com Nuno Teotónio Pereira e Nuno Portas), dos Olivais (com Diogo Lino Pimentel) e Brandoa (com Diogo Lino Pimentel). À data da sua morte era Director do CEAA e tinha acabado de receber uma bolsa de pós-doutoramento da FCT com o projecto António Ferro e Margarida Sarfatti: a Arquitectura (do) Estado Novo.

CONSULTORES

Josefina Gonzalez Cubero
Arquitecta, doutora em Arquitectura, É professora de Projecto da E.T.S. Arquitectura da Universidade de Valladolid, Departamento de Teoria de la Arquitectura y Proyectos Arquitectonicos e investigadora responsável pelo grupo de investigação de Cimema e Arquitectura da mesma universidade. É desde 2007, colaboradora do CEAA e tem obra publicada no campo da Teoria e da História da Arquitectura.

Mariann Simon
Arquitecta, doutora em Arquitectura. É professora do departamento de História da Arquitectura e dos Monumentos da Budapest University of Technology and Economics, Hungria e investigadora responsável do projecto Pro-Active Theory. Changing Role of Architectural Theory at the Turn of the Millennia (OTKA 72671). É desde 2007, colaboradora do CEAA e tem uma extensa obra publicada internacionalmente no campo da Teoria e da História da Arquitectura

Miguel Angel de Laiglesia
Arquitecto, doutor em Arquitectura, É professor de Projecto da E.T.S. Arquitectura da Universidade de Valladolid, Departamento de Teoria de la Arquitectura y Proyectos Arquitectonicos.

Actividades


Cartaz ExC4

Exposições Caseiras/4

ARQUITECTURA POPULAR EM PORTUGAL. UMA LEITURA CRÍTICA
Porto, Galeria da ESAP 17 de Outubro a 7 de Novembro 2013

 

 

 

 

 

 

 

 

Resultados do projecto A Arquitectura Popular em Portugal. Uma Leitura Crítica publicados em: A Noção de Espessura na Linguagem Arquitectónica (Pedro Vieira de Almeida); Dois Parâmetros de Arquitectura Postos em Surdina. Leitura crítica do Inquérito à arquitectura regional. Cadernos 1 e 2 (Pedro Vieira de Almeida) e Cadernos 3 e 4 (Maria Helena Maia,Alexandra Cardoso e Joana Cunha Leal)

 

Surveys cartazInternational Conference
SURVEYS ON VERNACULAR ARCHITECTURE. Their significance in 20th century architectural culture
Porto: 17-19 Maio 2012

This conference aims to understand the Portuguese case in the international cultural context and discuss the background, conditions, methodologies, published results, effects and the significance of such kind of surveys in the 20th century architecture and architectural thought.

The conference was co-funded with FEDER funds by the Operational Competitiveness Programme – COMPETE and national funds by FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia within the project Popular Architecture in Portugal. A critical look (FCT: PTDC/AUR-AQI/099063; COMPETE: FCOMP-01-0124-FEDER-008832)

http://architecturalsurveys.wordpress.com/

 

Comunicações

2013

Arquitectura Popular em Portugal. Valores expressivos: o espaço-transição
Alexandra Cardoso, Maria Helena Maia e Joana Cunha Leal
Colóquio Internacional Arquitectura Popular. Arcos de Valdevez: Casa das Artes, 3-6 Abril 2013

2012

O Inquérito à Arquitectura Regional: contributo para uma historiografia crítica do Movimento Moderno em Portugal.
Maria Helena Maia e Alexandra Cardoso
IV Congresso de História da Arte Portuguesa – APHA Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 21-24 Novembro 2012

O Plain, Pombaline and (Post)modernism: on some pre and post-Kublerian narratives on Portuguese architecture
Joana Cunha Leal
Symposium Systems of History: Georges Kubler’s Portuguese Plain Architecture, CES – Centro de Estudos Sociais, Coimbra, 7 Sep 2012

Pedro Vieira de Almeida and the Survey
Joana Cunha Leal, Maria Helena Maia e Alexandra Cardoso
Surveys on Vernacular Architecture. Their significance in 20th century architectural culture, Porto: ESAP, 17-19 Maio 2012

Our Project: The “Popular Architecture in Portugal”. A Critical Look. Intercalar results of a research project
Maria Helena Maia, Alexandra Cardoso e Joana Cunha Leal
Surveys on Vernacular Architecture. Their significance in 20th century architectural culture, Porto: ESAP, 17-19 Maio 2012

Architecture and Discovery of Rural Portugal
Alexandra Cardoso e Maria Helena Maia
Theoretical Currents II: Architecture and its Geographical Horizons, Lincoln, UK, 5-6 Abril 2012

Popular Portuguese Architecture: Appropriations
Maria Helena Maia e Alexandra Cardoso
ISVS-6 Sixth ISVS Conference: Contemporary Vernaculars: Places, Processes and Manifestations, Famagusta, North Cyprus, 19-21 Abril 2012

2011

Arquitectura e Poder. Para uma historiografia do Movimento Moderno em Portugal.
Alexandra Cardoso e Maria Helena Maia
Encontros do CEAA/7: Apropriações do Movimento Moderno. Zamora, Fundação Rei Afonso Henriques, Junho 2011.

2010

From the Portuguese House to the Survey on Popular Architecture in Portugal: notes on the construction of Portuguese architectural identity.
Maria Helena Maia
Theoretical Currents – Architecture, Design & the Nation, Nottingham, England, September 2010.

Tradition and Modernity. The Historiography of the Survey to the Popular Architecture in Portugal.
Alexandra Cardoso e Maria Helena Maia
Encontros do CEAA/5: Approaches to Modernity. Budapest: BUTE, 8 Outubro 2010.

Post-Modernity as a Cultural Weapon.
Pedro Vieira de Almeida
Encontros do CEAA/5: Approaches to Modernity. Budapest: BUTE, 8 Outubro 2010.

O Inquérito à Arquitectura Regional.
Alexandra Cardoso
A Arquitectura Tradicional Como Património. Covilhã: Universidade da Beira Interior, 17 Dezembro 2010.

A Descoberta da Arquitectura Popular
Maria Helena Maia
A Arquitectura Tradicional Como Património. Covilhã: Universidade da Beira Interior, 17 Dezembro 2010.

Trabalhos Publicados

LIVROS

Pedro Vieira de Almeida
A Noção de Espessura na Linguagem Arquitectónica
Porto: CEAA, Edições Caseiras/20, 2013

Joana Cunha Leal, Maria Helena Maia e Alexandra Cardoso (ed.)
To and Fro: Modernism and Vernacular Architecture
Porto: CEAA, 2013, 240 pág.

Maria Helena Maia, Alexandra Cardoso e Joana Cunha Leal
Dois Parâmetros de Arquitectura Postos em Surdina. Leitura crítica do Inquérito à arquitectura regional. Caderno 4. 
Porto: CEAA, Edições Caseiras/19, 2013

Maria Helena Maia, Alexandra Cardoso e Joana Cunha Leal
Dois Parâmetros de Arquitectura Postos em Surdina. Leitura crítica do Inquérito à arquitectura regional. Caderno 3. 
Porto: CEAA, Edições Caseiras/18, 2013

Pedro Vieira de Almeida
Dois Parâmetros de Arquitectura Postos em Surdina. Leitura crítica do Inquérito à arquitectura regional. Caderno 2. 
Porto: CEAA, Edições Caseiras/17, 2013

Pedro Vieira de Almeida
Dois Parâmetros de Arquitectura Postos em Surdina. Leitura crítica do Inquérito à arquitectura regional. Caderno 1. 
Porto: CEAA, Edições Caseiras/16, 2012, 80 pág.

Alexandra Cardoso, Joana Cunha Leal and Maria Helena Maia (ed)
Surveys on Vernacular Architecture. Their significance in 20th century architectural culture: Conference Proceedings.
Porto: CEAA, 2012, 554 pág. (isbn 978-972-8784-40-9)

Alexandra Cardoso, Joana Cunha Leal and Maria Helena Maia (ed.)
Surveys on Vernacular Architecture. Their significance in 20th century architectural culture. Book of abstracts.
Porto: CEAA, 2012, 68 pág. (isbn 978-972-8784-39-3)

Pedro Vieira de Almeida
Dois Parâmetros de Arquitectura Postos em Surdina. O propósito de uma investigação.
Porto: CEAA, Edições Caseiras/14, 2010, 28 pág.

CAPÍTULOS DE LIVROS, ARTIGOS E TEXTOS PUBLICADOS EM ACTAS

Alexandra Cardoso, Maria Helena Maia e Joana Cunha Leal
Arquitectura Popular em Portugal. Valores expressivos: o espaço-transição
Actas do Colóquio Internacional Arquitectura Popular.
Arcos de Valdevez: Casa das Artes, 3-6 Abril 2013

Joana Cunha Leal, Maria Helena Maia and Alexandra Cardoso
Architectural theory and the vernacular in Pedro Vieira de Almeida’s writing
in To and Fro: Modernism and Vernacular Architecture.Porto: CEAA, 2013

Pedro Vieira de Almeida
Posicionamento Teórico Genérico”.
Revista de História da Arte, nº 10, práticas da teoria/practices of theory do Instituto de História da Arte da FCSH-UNL, 2012, p. 26-44.

Maria Helena Maia and Alexandra Cardoso
O Inquérito à Arquitectura Regional: contributo para uma historiografia crítica do Movimento Moderno em Portugal
in Actas IV Congresso de História da Arte Portuguesa – APHA, Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. 21-24 Novembro 2012, p. 379-387

Maria Helena Maia
From the Portuguese House to the ‘Popular Architecture in Portugal’: notes on the construction of Portuguese architectural identity”,
National Identities, special issue: Architecture and the Construction of National Identity, vol. 14Issue 3, 2012, p. 243-256, issn 1460-8944 (Print), 1469-9907 (Online)
(British Humanities Index; CSA Worldwide Political Science Abstracts; Historical Abstracts; Index Islamicus; International Bibliography of the Social Sciences (IBSS); OCLC; Political Science and Government Abstracts; SCOPUS; Social Services Abstracts; Sociological Abstracts and Social Planning/ Policy and Development Abstracts)
DOI:10.1080/14608944.2012.702746

Maria Helena Maia, Alexandra Cardoso and Joana Cunha Leal
Our Project: The ‘Popular Architecture in Portugal’. A Critical Look. Intercalar results of a research Project
in Surveys on Vernacular Architecture. Their significance in 20th century architectural culture. Conference Proceedings. Porto: CEAA, May 2012, p. 15-24 (isbn 978-972-8784-40-9)

Joana Cunha Leal, Maria Helena Maia and Alexandra Cardoso
Pedro Vieira de Almeida and the Survey
in Surveys on Vernacular Architecture. Their significance in 20th century architectural culture. Conference Proceedings. Porto: CEAA, Maio 2012, p. 25-35 (isbn 978-972-8784-40-9)

Maria Helena Maia and Alexandra Cardoso
Portuguese Popular Architecture: Appropriations
in Proc. of ISVS-6, 6th International Seminar on Vernacular Settlements, Contemporary Vernaculars: Places, Processes and Manifestations, April 19-21, 2012, Famagusta, North Cyprus, 2012, p. 312-22

Pedro Vieira de Almeida
A Criação Teórica
J.A. Jornal Arquitectos, 244, Lisboa, Ordem dos Arquitectos, Jan/Fev/Mar 2012, p.111-115.

Alexandra Cardoso and Maria Helena Maia
Arquitectura e Poder. Para uma Historiografia do Movimento Moderno em Portugal
in Apropriações do Movimento Moderno/ Apropriaciones del Movimiento Moderno. Livro de Actas (Encontros do CEAA/7, Zamora, Fundação Rei Afonso Henriques, 23-25 Junho 2011) Porto: CEAA, 2012, p. 113-122 (isbn 978-972-8784-41-6)

Pedro Vieira de Almeida
Post-Modernity as a Cultural Weapon
Accepted [2011] in Approaches to Modernity. Porto, CEAA (isbn 978-972-8784-37-9)

Alexandra Cardoso and Maria Helena Maia
Tradition and Modernity. The Historiography of the Survey on Regional Architecture
Accepted [2011] in Approaches to Modernity. Porto, CEAA (isbn 978-972-8784-37-9)

Maria Helena Maia
From the Portuguese House to the Survey on Popular Architecture in Portugal: notes on the construction of Portuguese architectural identity
in Theoretical Currents: Architecture, Design and the Nation. International Conference Proceedings. Nottingham Trent University, 2010, p. 136-44.